PAISAGEM DA ESCOLINHA

PAISAGEM DA ESCOLINHA
JARDIM

segunda-feira, 24 de dezembro de 2007

ENCERRAMENTO 2007 - III PARTE - MENDARA CANTA CHICO BUARQUE

Chico Buarque - É possível alunos de 7 a 10 anos se envolverem em um trabalho escolar sem deformar os valores culturais e históricos constantes da obra de um dos maiores nomes da Arte Brasileira?

Achamos que sim. Ao final da apresentação deste trabalho, um pai emocionado dirigiu-se à direção da escola e declarou: " Aí está uma forma simples e bonita de se fazer educação".

Este trabalho constituiu uma iniciativa de tia Paula, diretora da Escolinha, com texto escrito pela profa. Márcia Sampaio, contando com a dedicação de todas as professoras de 1ª à 4ª série, com o entusiamo dos alunos e com o decisivo apoio dos pais.

Mendara Canta Chico Buarque foi a terceira festa de encerramento do ano letivo de 2007 da escola, de um número de quatro apresentações. Do maternal à 8ª série, a última atividade pedagógica da ESCOLINHA, no lugar das tradicionais colações de grau, privilegia o teatro. Todos os alunos participam de diferentes jogos dramáticos que traduzem mensagens e valores cultivados pela escola. Em Mendara Canta Chico somente os alunos de 1ª à 4ª participaram.( Veja comentários e fotos dos trabalhos de 5ª à 8ª e do pré-escolar em outras postagens.)

O palco da escola, à maneira do teatro ao ar livre dos antigos gregos, recebe os pais que se integram e participam vivamente das apresentações que se renovam a cada ano.

Ao longo do bimestre, durante os ensaios, os alunos assistem às outras turmas e vibram com o desempenho dos colegas. Este ano, um aluno da 3ª série, o Arthur, tornou-se ídolo pelo seu desembaraço na apresentação de Cotidiano. Quando se anunciava a vez de sua turma ensaiar, os outros alunos, na platéia, gritavam em coro seu nome.

Abaixo as fotos na sequência das músicas e das turmas. Desde a 1ª A com Piruetas, seguindo-se Bicharia, A Banda, Cotidiano, Construção, Funeral de um lavrador, Roda viva, Cálice, Pedaço de mim, Angélica até a apoteótica Vai passar.

MENDARA CANTA CHICO BUARQUE - Coordenação geral de tia Paula, texto da profa. Márcia Sampaio e responsabilidade das profas. Elaine, Adriana, Ethel, Kátia, Diane, Patrícia, Sira, France, Leonice ( flauta ) e Andréia ( balé )
Abertura com o grupo de balé de 1ª à 4ª da professora Andreia. Abertura com número de flauta pelos alunos da 2ª série da profa. Leo.
A platéia, formada pelos pais, avós e responsáveis.
Bianca, a narradora, vestida de baronesa. Pronta para desfilar no bloco dos napoleões retintos com Vai Passar. Contou a história de Chico Buarque.
As doces piruetas da 1ª série A iniciaram as apresentações das músicas. Alegria e encantamento.




A bicharia da fábula inteligente que agrada crianças e adultos.


E veio a banda cantando coisas de amor.





E como o que era doce acabou, voltou-se para o cotidiano.



Arthur conquistou a admiração dos colegas durante os ensaios.
A vez do operário da construção civil.





Um novo cenário assinalando a edição do AI 5, ( Ato Institucional nº 5 ) e a musicalização do poema de João Cabral Funeral de um lavrador.

Os braços dados contra a corrente na roda viva.


Os tempos que não devem ser esquecidos.
Estudantes do MENDARA cantam e interpretam Cálice.






A Angélica que buscou o filho desaparecido durante a repressão.



A esperança de que tudo vai passar termina em samba.

A alegria contagiou pais que reviveram a página infeliz da nossa história.
Educação e Arte, crianças e adultos, alegria e tristeza.

No símbolo da flor e da estrela.

Um comentário:

Diane de Nazare disse...

FELIZMENTE NOSSAS FESTAS DE ENCERRAMENTO SÃO FANTÁSTICAS ESPERO QUE NO ANO DE 2008 SEJA AINDA MELHOR E SURPREENDA PAIS AMIGOS COMPANHEIROS E ATÉ MESMO OS PROFESSORES. PARABÉNS!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!